Blog

A crise energética mundial explicada de forma simples

green-energy-with-hand-holding-an-environmental-light-bulb-background
Conhecer a UE

A crise energética mundial explicada de forma simples

A crise energética decorre de três situações: uma pandemia; uma transição de matrizes de energia mais sujas para outras mais renováveis e limpas; e uma guerra.

Porquê a pandemia? Porque durante este período as pessoas estiveram mais tempo em casa. Isto, juntando o facto de termos tido um inverno rigoroso e longo, fez com que a procura de sistemas alimentados por gás disparasse. Além disso, a COVID-19, que no passado tinha travado a economia, necessitou depois de ainda mais energia para iniciar a retoma à normalidade.

A demonização das energias mais sujas (carvão, óleo, gás natural e mesmo energia nuclear, que não é fóssil) provocou uma procura desenfreada pelas energias renováveis. Ora, esta aceleração da transição energética não ocorre à mesma velocidade que a oferta, daí a sua escassez e consequentemente aumento de valores.

A Rússia era o maior fornecedor de gás da UE e, após a guerra, Putin reduziu os fluxos de gás para os países europeus, o que gerou um aumento de preços.

Realçar que como o gás é utilizado na produção de energia elétrica, o aumento deste reflete-se no valor da fatura da eletricidade (o que leva ao aumento de preços no mercado europeu).

Os estados-membros procuram, agora, alternativas aos combustíveis fósseis russos

Deixe seu pensamento aqui

Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
Click outside to hide the comparison bar
Compare